Projeto Guardião Solar: fato ou ficção?


Já por algum tempo tem havido alegações por pessoas que apoiam o desacobertamento da realidade dos OVNIs que há uma esquadrilha, ou esquadrilhas, de espaçonaves humanas encarregadas de monitorar o tráfego alienígena pelo nosso sistema solar e até mesmo defender nosso sistema solar no evento de um ataque extraterrestre.
Talvez isto seja ficção científica, ou o resultado de uma imaginação fértil.  Mas alguns dizem ter evidências de uma alegado projeto, comumente chamado de “Solar Warden“, ou “Guardião Solar”.
Se o Guardião Solar for realmente verdadeiro, ele requereria uma tecnologia avançada de vários anos à frente do que os militares usam atualmente nos campos de batalha.  Alguns especulam que a engenharia reversa de tecnologia alienígena é responsável pelo rápido desenvolvimento destes tipos de sistemas.
O astronauta Dr. Edgar Mitchell, o sexto homem a caminhar na Lua, provavelmente é uma das pessoas que tem se manifestado a respeito da existência da visitação alienígena à Terra.  Ele tem mencionado o tópico em várias entrevistas, dizendo que há na verdade civilizações extraterrestres além do nosso sistema solar, que eles têm na verdade visitado a Terra, e que o governo dos Estados Unidos pode ter coletado esta tecnologia alienígena e feito engenharia reversa.
Eu suspeito que, nos últimos 60 anos aproximadamente, têm havido algum tipo de engenharia reversa e a criação deste tipo de equipamento, que ainda não é tão sofisticado como o dos aparentes visitantes“, declarou Dr. Mitchell durante uma entrevista para a Rádio Kerrang em 23 de julho de 2008.
Em 2001, um hacker chamado Gary McKinnon usou uma série de técnicas para invadir vários computadores governamentais, inclusive e provavelmente não limitado aos computadores da NASA e da Marinha dos EUA.  Seu propósito original para invadir os computadores foi o de procurar por informações escondidas a respeito de dispositivos de energia livre, ele disse ao site Wired numa entrevista de 2006.
Eu suas viagens digitais, ele alegadamente descobriu uma planilha eletrônica com uma lista de nomes de “oficiais não-terrestres“, ele disse ao Wired.  Um outro documento foi relacionado às transferências de “esquadrilha-para-esquadrilha”, de acordo com uma entrevista em 2006 para o Projeto Camelot.  McKinnon foi incapaz de relacionar os nomes com quaisquer navios da Marinha dos EUA e acreditava que estes eram oficiais de outros mundos, ou “Fuzileiros Espaciais”.
Se você olhar na literatura da DARPA (Defence Advanced Research and Projects Agency) hoje e nos últimos anos, tudo é relacionado ao ‘domínio espacial'; essa é a fronteira final“, disse McKinnon ao Projeto Camelot.  “Assim, eu acho natural para eles quererem controlar o espaço e estarem desenvolvendo em segredo uma força espacial, mas acho que provavelmente usando uma tecnologia de engenharia reversa dos ETs“.
McKinnon disse para o site Wired que estava acessando remotamente uma imagem de OVNI num computador da NASA, no Prédio 8 do Centro Espacial Johnson, quando foi descoberto.  Alguns meses mais tarde (em março de 2002) as autoridades apareceram na sua porta no Reino Unido.  Várias acusações de invasão foram colocadas sobre ele, ficando McKinnon sujeito a ficar 70 anos na prisão e pagar multas de até US$ 2 milhões.
Mas, nos anos após sua descoberta, os pedidos de extradição do governo dos EUA não vingaram, até que foram eventualmente retirados.  O Projeto Camelot especulou que McKinnon estava segurando as informações que agregou ao invadir os computadores e que isto pode ter sido usado como fator de barganha pela sua extradição.  McKinnon não quis comentar se tinha tal informação.
O nome “Guardião Solar” (Solar Warden) é um termo que genericamente se refere à esquadrilha espacial ultra secreta.  Atualmente não está claro exatamente onde o nome teve origem.  Se o programa realmente existe, ele requereria uma quantia enorme de dinheiro para construir suas esquadrilhas.
No ano passado, o ‘orçamento negro’ dos Estados Unidos para os programas secretos por dezenas de agências foi de US$53 bilhões, de acordo com o Washington Post.  Em 2011, o governo dos EUA despendeu aproximadamente mais US$718 bilhões em defesa nacional e segurança internacional.  É claro, muito do dinheiro foi destinado para o combate ao terrorismo.
Porém, se aquele governo decidiu construir uma esquadrilha de espaçonaves com tecnologia exótica, o dinheiro poderia ser utilizado, especialmente se mais de uma nação estiver envolvida e contribuindo com verba para o programa, como postulado por alguns defensores do desacobertamento.
Atualmente, os vários braços militares do governo dos EUA têm seus próprios comandos espaciais, tais como o do Comando Espacial  da Força Aérea e Comando dos Sistemas de Guerra Naval e do Espaço da Marinha (sigla em inglês SPAWAR).  Estes departamentos possuem sites públicos e ajudam a coordenar as forças militares no solo, no ar e no mar.  Não está claro se estes departamentos podem estar conectados ao, assim chamado, projeto Guardião Solar, ou se este alegado projeto estaria separado em seu próprio departamento secreto.
Fonte: OvniHoje / www.theepochtimes.com
Share on Google Plus

About Henrique Halbercone

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.