CEO da Amazon diz ter encontrado restos do Apollo 11 no Atlântico



O CEO da multinacional americana Amazon anunciou nesta quarta-feira que uma expedição financiada por ele descobriu restos da nave Apollo 11 no Oceano Atlântico, 43 anos após a missão da Nasa que levou astronautas à Lua. Bezos disse que as peças foram localizadas a 14 mil pés de profundidade com o auxílio de um sonar. As informações são do site The Huffington Post.

"Estou animado com a descoberta. Ainda não sabemos as condições do equipamento porque apesar de ter sido feito de material resistente, está na água salgada há mais de 40 anos", disse o CEO da Amazon. Os motores do foguete ajudaram a levar Neil Armstrong, Buzz Aldrin e Michael Collins em direção à Lua em 1969.

Segundo ele, o equipamento encontrado, que ainda está em baixo da água, pertence à Nasa. No entanto, Jeff Bezos espera que uma parte do material possa ser exposta em um museu em Seattle, cidade sede da Amazon



Share on Google Plus

About Henrique Halbercone

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.