Cientista australiano descobre a ‘escadaria para o céu’


Sarah Dingle, apresentadora do programa The World Today, da rede de notícias australiana ABC (abc.net.au/worldtoday), entrevistou o Dr. Stefan Keller, cientista da Universidade  Nacional Australiana, que declarou ter feito uma grande descoberta no que diz respeito ao ‘tecido’ do universo, o qual conecta nossas galáxias aos outros grupos de galáxias.
Leia abaixo a tradução da entrevista, a qual pode ser escutada (em inglês) no final desta reportagem:




SARAH DINGLE: A raça humana imagina por muito tempo viajar pelas ‘auto-estradas’ do universo… …mas agora nos temos novas indicações destas conexões. No que é possivelmente a mais menosprezada descoberta do ano, Dr. Stefan Keller e seus colegas desvendaram o que mantém o universo coeso.
STEFAN KELLER: O universo é constituído de matéria negra.  A matéria ordinária então só está colocada em cima da  matéria negra e é impulsionada como espuma na crista de uma onda, e ela flui ao longo destes filamentos de matéria negra em direção aos grandes corpos celestes, como estes grupos de galáxias, ou no caso em particular que estamos investigando, para dentro da Via Láctea [nossa galáxia].
SARAH DINGLE: Então, você está falando a respeito do tecido do universo:  Estes filamentos permitem o movimento das estrelas e dos planetas?

STEFAN KELLER: Correto. Estes filamentos são enormes e eles se estendem desde os grupos de galáxias até mesmo às estruturas maiores no universo, que são grupos de grupos de galáxias.

SARAH DINGLE: A teoria do tecido do universo não é nova, mas esta é primeira vez que a equipe apresentou provas.  A confirmação deste tecido do universo significa que os cientistas podem determinar como nossa própria galáxia foi formada.

STEFAN KELLER: Este filamento é parecido com um tipo de cordão umbilical fantasma e acreditamos que isso tenha alimentado a Via Láctea em sua evolução.  O que estamos vendo neste filamento é uma série de agrupamentos de estrelas e galáxias menores que estão sendo alimentadas em direção da Via Láctea.

SARAH DINGLE: O Dr Keller diz que o próximo grande objeto vindo em nossa direção ao longo desses filamentos provavelmente chegará com um ‘big bang’.

STEFAN KELLER: Nosso grande vizinho mais próximo, a Galáxia de Andrômeda, está sendo atraída em direção à Via Láctea e  dentro de um piscar de olhos cósmico, nós vamos acabar nos unindo à Galáxia de Andrômeda, no que será um espetáculo estelar de ‘fogos de artifício’.

SARAH DINGLE: A [ocorrência desta] junção ainda irá demorar alguns bilhões de anos e provavelmente não afetará a Terra.
Para escutar a entrevista em inglês, clique no link abaixo:


Fonte http://ovnihoje.com/2011/10/cientista-australiano-descobre-a-escadaria-para-o-ceu/#ixzz1ZXP3Lxoi
Share on Google Plus

About Henrique Halbercone

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.