Os maiores mistérios das luas de Saturno


O espaço ao redor de Saturno é muito movimentado. Além dos anéis gigantes do planeta, mais de 60 luas orbitam Saturno – algumas delas orbitam até mesmo dentro dos anéis. No geral, o grupo de satélites de Saturno é intrigante, mas alguns deles se destacam ainda mais.
A sonda Cassini, em órbita ao redor de Saturno desde 2004, tem colhido novas informações sobre essas luas, o que está ajudando a solucionar alguns mistérios, como os que você confere abaixo.

Lua quente o suficiente para a vida?

A lua Encélado é um dos menores corpos esféricos do sistema solar, mas sabe como chamar atenção. Isso porque ela tem rachaduras estranhamente quentes perto do pólo sul, apelidadas de “listras de tigre”.
Jatos aquosos dessas rachaduras sugerem um reservatório subterrâneo de água líquida salgada. A sonda Cassini detectou compostos orgânicos (que contém carbono) nesses jatos – a matéria fundamental para o início da vida.
Resumidamente, Encélado pode ter água, materiais orgânicos e excesso de energia e é um prato cheio para a astrobiologia. Do ponto de vista exploratório, Encélado parece ser a zona mais acessível e habitável que temos em nosso sistema solar depois da Terra.

Os segredos de Titã

A mais famosa lua de Saturno sem dúvidas é Titã. Ela é a segunda maior lua do sistema solar, perdendo apenas para o satélite Ganímedes, de Júpiter. Titã tem várias particularidades. A primeira é que ela é a única lua que possui uma atmosfera densa; a segunda é que é o único lugar além da Terra que tem líquido estável em sua superfície.
Ao invés de água, é o etano e o metano que preenchem os lagos e mares de Titã – esses dois elementos existem como gases na Terra, mas são líquidos na temperatura ambiente de Titã, -179 °C. As chuvas de metano em Titã são muito parecidas com as de água em nosso planeta, corroendo as montanhas da lua e criando rios parecidos com canais.
Existem elementos químicos orgânicos na atmosfera, solo e lagos de Titã, o que sugere vida nas áreas marinhas, que poderiam se alimentar desses compostos.
Em muitos aspectos, Titã se assemelha com uma Terra primitiva congelada. Os cientistas esperam desvendar o funcionamento do clima e da geologia de Titã, aprendendo mais sobre o nosso próprio planeta.

A incrível variação de brilho de Jápeto

Outra esquisitice orbitando Saturno: Jápeto. Essa lua tem hemisférios em cores diferentes – um iluminado, o outro na escuridão – e uma cadeia montanhosa com cerca de 10 quilômetros, em grande parte do equador do satélite.
O hemisfério escuro é possivelmente resultado de vários fatores. Uma lua mais distante, chamada de Phoebe, poderia ter escurecido parte de Jápeto. No hemisfério escurecido, o gelo não teria evaporado e, ao longo do tempo, esse efeito térmico teria levado a lua a ter dois tons.

Lua com anéis?

Um vôo de 2008 da Cassini sugeriu a presença de três finos anéis na lua Reia. No entanto, em observações posteriores, nenhum sinal visual dos anéis foi observado. Reia tem ou não anéis? Essa é uma resposta que os cientistas ainda não sabem, mas talvez a Cassini ajude a desvendar. [Life'sLittleMysteries]

Fonte:  / http://hypescience.com
Share on Google Plus

About Henrique Halbercone

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.