ETs existem. Eu os encontrei



Uma sensação de serenidade e luz. Esta é a história de Marina Tonini, grafóloga perita do Tribunal de Verona.
Há algo de impressionante no testemunho da Dra. Tonini, porque estamos acostumados a ouvir histórias de ‘rapto’, ou ‘abdução’ (como são chamadosencontros com extraterrestres), histórias essas que  muitas vezes são aterrorizantes e incluem entidades cinzas, com grandes olhos.
Em vez disso, a história da Dra. Tonini, que vive em Val d’Adige, Rivoli, no meio de uma floresta na localidade Fiffaro, em uma corte de 400 anos, que foi um antigo mosteiro dos monges cistercienses de São Bernardo de Claraval, é bastante diferente.
Veja o que ela relata:
Eu estava no meu quarto indo dormir quando percebi um som, como um zumbido, e vi uma luz branca que iluminava a cama. Senti-me transportada para cima com uma sensação de suspensão, tal como a falta de tempo. Eu me encontrei dentro de uma nave espacial, um ambiente essencial, quase anti-séptico, muito claramente, e lá vi três pessoas e por detrás a porta e telas.
Olhei em volta, mas eles me convidaram a olhar para fora da vigia. Eles não falavam mas enviavam os pensamentos telepaticamente. E eu via um planeta verde, com muita vegetação no meio de enormes cúpulas e prata. Em um instante me encontrei dentro do feixe de luz e percebi que fui parar dentro da cúpula. E lá estava eu acompanhando as próprias figuras e a conversar“.
Eu perguntei: aonde estou?
O maior dos três, cerca de 2 metros e 20 centímetros, disse que estávamos em uma estrela multidimensional, chamada Sirius B.  Então mostrou-me o jardim, quase uma selva, muito extenso, com muitos tipos de árvores frutíferas.
Marina Tonini ainda detalhou:
Para eles eu perguntei como conseguiram uma coisa tão grande.  Eles me disseram que usam tecnologias muito avançadas.  Então eu perguntei o que eles fazem durante o dia: cada um cultiva seu talento, colocando à disposição da comunidade e dos valores espirituais.
Eu falei sobre a diferença entre a civilização deles e a nossa, pois eles não usam dinheiro.  Eles estão cientes do sentido construtivo da vida e da vida em outras freqüências, que também lhes dá as características físicas de não necessitarem coisas materiais, de coisas menos tangíveis.
Fui informada de que algumas pessoas gostavam de mim no planeta agora,  e que irei transmitir esta mensagem de consciência e de uma possível transformação do ser humano, que também permite a preservação de nosso planeta, que agora está muito mais comprometido.
A partir desta experiência de contato, que ocorreu há cerca de dois anos, Marina Tonini começou a investigar seriamente o fenômeno e a tirar fotos interessantes, publicadas em revistas.
“Com a atitude racional, muitas vezes eu me perguntava se a viagem poderia ter sido um sonho, mas as experiências posteriores me convenceram do contato e da existência de populações extra-planetárias, felizmente, mais evoluídas do que nós, que lidam com a gente terra, pobres inocentes. “
Nós do OVNI Hoje não podemos confirmar que a experiência pela qual Marina Tonini alega ter passado é verdadeira, ou somente um fruto de sua imaginação.  Mas podemos sim imaginar que tais civilizações existam em nosso universo, as quais se preocupam muito mais com a harmonia coletiva, ao invés do “cego ego“, como a maioria de nós humanos.

Share on Google Plus

About Henrique Halbercone

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.