Telescópio Spitzer revela imagens espetaculares do espaço

Clique nas imagens para ampliar

Desde que foi lançado, em 2003, o telescópio espacial Spitzer, da Nasa, agência espacial americana, tem registrado belas imagens do espaço em infravermelho. Nesta foto, um berçário de estrelas na constelação de Órion.


Entre as mais recentes imagens captadas pelo Spitzer e divulgadas pela Nasa está a da nebulosa do "anel esmeralda". O brilho verde do anel em torno da nebulosa RCW 120, localizada a 4.300 anos-luz da Terra, não pode ser visto pelo olho humano


Em órbita ao redor do sol, o telescópio tem instrumentos que coletam radiação infravermelha emitida por nebulosas, estrelas e galáxias


Essa montagem mostra como a aparência da nebulosa norte-americana pode mudar dramaticamente quando se usa diferentes combinações de observações visíveis e em infravermelho


Esse grande aglomerado de galáxias elípticas contém tanta matéria escura (que não conseguimos ver), que sua gravidade afeta a luz


Os vários segmentos da galáxia Girassol, conhecida também como Messier 63, aparecem claramente nesta imagem feita pelo Spitzer


Uma montagem feita com informações coletadas pelo telescópio Spitzer e pelo Galaxy Evolution Explorer também revelou três exemplos de choques entre galáxias


O Spitzer conseguiu observar dois jatos idênticos saindo de uma estrela em formação


À esquerda, a imagem visível pelo olho humano mostra apenas um jato. À direita, o infravermelho revela também o segundo jato (em verde)


Na foto, um aglomerado de jovens galáxias em formação, a 12,6 bilhões de anos-luz da Terra



Imagens : 

Share on Google Plus

About Henrique Halbercone

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.