“Eu tenho provas de um OVNI alienígena”, diz sargento major comandante James Norton

Ilustração artística do OVNI triangular que apareceu no Forte Benning em 1977.

Em setembro de 1977, durante o ‘Teste de Sistemas de Armamentos de Ataque’ (Joint Attack Weapons System Test – JAWS), no Forte Benning, Georgia, EUA, toda a base militar testemunhou uma invasão de OVNIs.  Mil e trezentos soldados estiveram presentes durante o evento.  A maioria deles foi deixada com traumas psicológicos severos e registraram aquilo que é chamado em inglês de ‘missing time gap‘, ou intervalo de tempo perdido (quando a pessoa percebe que um espaço de tempo passou sem que ela tenha percebido).
O sargento major comandante [patente estadunidense] James Norton, que agora está servindo no Fort McClellan, estado do Alabama, era na época sargento (E-5) quando testemunhou um encontro assustador com OVNIs e as forças militares em 14 de setembro de 1977.  Ele foi enviado para o campo de tiro, pouco antes da meia-noite, junto com 1300 soldados, para prática de tiro com seus novos sistemas de armas chamado JAWS.  Na época, o Secretário do Exército estava presente.
Norton lembra que quando começaram suas práticas de tiro, repentinamente orbscomeçaram a aparecer no céu noturno.  A próxima coisa que ele viu foram fachos de lasers cruzando os céus.  Um comando para cessar fogo foi ouvido, porque havia algo na linha de tiros.  Helicópteros militares apareceram do nada.  Explosões foram escutadas.  Os orbs mudavam de cor constantemente.  Um OVNI na forma triangular apareceu. Os soldados ficaram em estado de choque.
Após o incidente, muito soldados ficaram doentes.  Todos foram instruídos a não revelar qualquer informação sobre o incidente, ou seriam enviados para a corte marcial.  Quando Norton obteve seus registros médicos, ele viu que suas enfermidades foram descritas como ‘de origem desconhecida’.  Sua temperatura corporal era de 40°C e ele foi colocado em uma banheira com água gelada por dois dias, para baixar sua temperatura.
Ele teve um lapso de memória, ou o que se chama de ‘intervalo de tempo perdido’.  Ele não podia lembrar de como em um dado momento ele estava no campo de tiro e, de repente se deu conta que estava na floresta.  Durante uma sessão de hipnose, ele descobriu que havia sido abduzido e levado a bordo de uma nave.  Na ocasião, experimentos médicos foram conduzidos e amostras foram tiradas de seu corpo.
Após o incidente, ele alega que dois jatos sem números de identificação apareceram.  Aparentemente eles vieram para coletar os destroços de OVNIs que teria sido abatido durante o incidente.

Prova dos OVNIs:

Norton catou um pedaço metálico do local do acidente, o qual continha escritas hieroglíficas.  De acordo com Norton, esta pedaço de metal não pode ser queimado e um serrote não pode cortá-lo.  Se ele for dobrado, ele retorna à sua forma original.  Norton alega que este pedaço de metal está enterrado em sua propriedade.
Ele está disposto e preparado para mostrar esta evidência para alguns ovniólogos que o creiam, bem como para a mídia.

Helicópteros militares abatidos:

A derrubada dos helicópteros militares durante o incidente nunca foi relatada para Agencia Federal de Aviação (Federal Aviation Agency – FAA).
Norton diz ter sido queimado por uma substância vermelha durante o incidente.  Hoje ele descreve como são feitos experimentos com substâncias químicas e biológicas no Forte McClellan.  Ele também alega que OVNIs estão sendo testados naquela base.
O OVNI Hoje não pode garantir que a notícia acima seja verdadeira, mas ser for, torcemos para logo termos mais informações sobre este caso. 

Fonte: http://worldufophotosandnews.org/ http://ovnihoje.com
Share on Google Plus

About Henrique Halbercone

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.