Forte terremoto atinge Japão, causa tsunami e mata 300 pessoas


O Japão foi atingido por um forte terremoto nesta sexta-feira e o tremor de magnitude 8,9 na costa nordeste do país deixou ao mesmo 200 mortos e provocou um tsunami que ameaça outros países da costa do Oceano Pacífico, conforme informou o Serviço Geológico dos EUA. O terremoto, que aconteceu às 14h46 (hora local) foi o pior registrado no Japão em 140 anos, segundo a agência americana e o 7º pior da história.

Os abalos provocam um tsunami que chegou até áreas da cidade de Sendai e imagens de TV mostram a água arrastando carros e caminhões. Depois do tremor avisos de tsunami com ondas de até seis metros foram emitidos em todo o país. O Centro de Alerta de Tsnumanis do Pacífico também entrou em ação enviando alertas para vários países, já que existe possibilidade de ondas de até dez metros atingirem outros locais.

Logo depois do terremoto, ondas atingiram as Filipinas, conforme informou o sismólogo chefe do país. Além dela, Indonésia também sofreu com as ondas, mas não houve danos e o governo levantou o alerta, assim como a ilha de Guam, território americano do Pacífico. Nas ilhas Midway as ondas chegaram a 1,5 metro, segundo o centro. As ondas já chegaram ao Havaí também, mas a estação que faz o monitoramento afirmou que era impossível determinar a altura delas.
Mortes podem chegar a 300

Segundo a polícia da província de Miyagi, entre 200 e 300 corpos foram encontrados na região costeira de Sendai, todas vítimas do tsunami. O embaixador do Brasil no Japão informou que não há notícias de brasileiros entre as vítimas. Segundo ele, cerca de 17 mil brasileiros moram na região próxima ao epicentro, que aconteceu no Oceano Pacífico a 130 Km da península de Ojika, no Japão, e uma profundidade de 24 Km, considerada baixa.

Depois do terremoto, outros 52 fortes tremores de magnitude maior que 5 foram sentidos, segundo a agência americana. O governo japonês já emitiu alertas de réplicas.

Primeiro-ministro pede calma

Naoto Kan, primeiro-ministro japonês pediu calma à população, apenas de "grandes" os danos causados pelo abalo. Por causa dos tremores, incêndios foram registrados em pelo menos 80 lugares, conforme informou agências locais.

Em Tóquio, grandes prédios foram sacudidos e o governo pede para que as pessoas que moram nos arredores da capital deixem suas casas em direção ao centro da cidade. As linhas telefônicas ficaram abaladas, o trem-bala da capital e os dois principais aeroportos foram fechados temporariamente e o transporte coletivo entrou em colapso.

Share on Google Plus

About Henrique Halbercone

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.