I Ching e 2012

O que é o I Ching?

O I Ching, ou Livro das Mutações, é um dos mais antigos textos clássicos chineses que ainda podem ser lidos. Antigamente este livro de sabedoria era chamado apenas pelo ideograma I, que significa entre outras coisas "mudança" ou "mutação". Depois foi acrescentado o "Ching" (Clássico).

O I Ching é composto de 64 hexagramas, que também podem ser considerados combinações entre os oito trigramas básicos (céu, trovão, água, montanha, terra, vento, fogo e lago).

O I Ching já foi considerado um livro de magia e adivinhação e por pouco escapou da grande queima de livros feita pelo tirano Ch'in Shih Huang Ti. Apesar de ser interpretado pelo sábio Wang Pi como livro de sabedoria, na dinastia Han o I Ching era percebido como um oráculo.

A consulta oracular do I Ching é feita com 50 varetas (originalmente era utilizada a planta sagrada "mil-folhas"). Uma das varetas é separada e as outras são manuseadas para a obtenção da resposta. As varetas usadas na consulta oracular eram guardadas numa caixa de madeira virgem, embrulhados em seda também virgem.

No Japão, a consulta do I Ching é feita com o uso de três moedas, ao invés de varetas.

A atual bandeira da Coréia do Sul é representada por um círculo representando o Absoluto, ou a unidade essencial de todo um ser, com o Yang azul na parte inferior e o Ying vermelho na parte superior. Na mesma bandeira observamos quatro trigramas do I Ching (céu, água, terra e fogo). Os símbolos do I Ching estiveram presentes também na bandeira do Vietnã do Sul e Cochinchina.

Além do I Ching previram ou teriam previsto algo grandioso para a data semelhante em 2012 o mago Merlin; a Bíblia; Sibyl, oráculo romano; Delfos, na Grécia; Web Bot Project (programa que faz previsões a partir do que é escrito na Internet); entre outros profetas.

O que é o Timewave Zero?

O Timewave Zero, também conhecido com Teoria da Novidade, é uma fórmula matemática que utiliza o fluxo da novidade, definido como o aumento da interconexão do universo, de acordo com seu autor, Terence McKenna.

Terence McKenna (1946-2000) estudou por décadas o xamanismo e a transformação espiritual. Depois da morte de sua mãe em 1971, Terence, seu irmão Dennis, e três amigos viajaram à Amazônia colombiana. Durante as experiências religiosas na selva os irmãos McKenna desenvolveram a sua "Teoria da Novidade".

A partir de estudos dos hexagramas do I Ching o autor, explorador e cientista norte-americano desenvolveu um programa de computador chamado "Timewave Zero". Os símbolos do I Ching foram transformados em códigos binários e equações para o "Timewave Zero".

McKenna chegou à conclusão que o I Ching tem um comportamento alternando entre picos altos e baixos. Na data dos picos altos ocorreram as grandes tragédias da humanidade.

O gráfico do programa de McKenna mostra os grandes períodos de novidade que correspondem com os principais deslocamentos da evolução biológica e cultural da humanidade. Ele acreditava que os eventos de outros tempos estão recorrentemente relacionados com os acontecimentos do presente e futuro, assim como a visão cíclica de tempo dos maias.

O último grande pico foi por volta de 1968, ano de profundas mudanças culturais no mundo ocidental. Inicialmente o ponto final dos tempos no gráfico do "Timewave Zero" foi indicado para o meio de novembro de 2012. Após reparar no fim do 13º baktun do calendário maia, McKenna ajustou sua data para 21 de dezembro de 2012.

Os críticos da Teoria de McKenna alegam que suas projeções são mais numerológicas do que matemáticas e que falhas em sua teoria podem ser comprovadas. O Timewave Zero é propriamente uma combinação de numerologia e matemática. Ele foi formado a partir da interpretação de McKenna de análises do I Ching, que é justamente o Livro das Mutações. Toda a teoria de McKenna é desenvolvida em novidades e mudanças.

McKenna acreditava que o universo é um sistema vivo. Este ser conduz o aumento e a conservação da complexidade nas formas materiais. Para McKenna o cérebro humano está dentro da complexa organização do universo conhecido até então. Além disso, as novidades e complexidades crescem com o tempo, mesmo com os constantes recuos.

Estas idéias foram concebidas e aprimoradas por Terence McKenna do princípio dos anos 70 até sua morte no ano 2000. De acordo com o gráfico do Timewave Zero os grandes períodos de novidade ocorreram: há 4 bilhões de anos, quando a terra foi criada; há 65 milhões de anos quando os dinossauros foram extintos; há aproximadamente 10.000 anos atrás após o fim da Era do Gelo; no século XVIII nas revoluções sociais e científicas; durante os anos 1960; no período de 11 de setembro; crise financeira de novembro 2008; em outubro de 2010; e a última, em 21 de dezembro de 2012.

Timewave Zero
Timewave Zero - 1981 a 2012

Fonte: http://www.fimdomundo2012.com
Share on Google Plus

About Henrique Halbercone

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.