Cometa “Hartley II” vai passar “perto” da Terra em breve



Muito já se comentou sobre o famoso cometa Halley só ser visível no céu para nós, a olho nu, aproximadamente a cada 76 anos. Como sua última aparição foi em 1985, a próxima (faça as contas) será apenas em 29 de julho de 2061. Se você não pretende viver tanto ou tem medo de se esquecer do cometa até lá, marque aí na agenda: no dia 20 de outubro 2010, um cometa de nome parecido, chamado Hartley II, poderá ser visto.

Entre este cometa e nós, serão pouco mais de 17,5 milhões de quilômetros (dez vezes menos a distância que separa a Terra do Sol), o que permitirá enxergá-lo com simples telescópios e até binóculos. Os astrônomos mais otimistas afirmam inclusive que, em certas áreas do mundo onde o céu esteja bem escuro e sem nuvens nesta data, seja possível enxergá-lo a olho nu mesmo. O Hartley II passa nesta posição a cada 6 anos e meio.

Ao longo do ano, mais de dez cometas passam por perto da Terra a uma distância boa o suficiente para se enxergar com telescópios. Mas esta é ocasião é especial, devido à curtíssima distância deste encontro: não mais do que quatro vezes por século nós podemos presenciar um astro passando tão perto.

Os cometas, em geral, têm seu formato não esférico (que lhe confere peculiaridade) devido a um fator físico e gravitacional. Composto de rochas, gelo, poeira e gases congelados, ele é, grosso modo, “leve demais” para manter uma forma esférica sofrendo a ação de sua própria gravidade. É dessa forma que eles vagam em órbita pelas galáxias. Oito dias depois de passar por aqui, o Hartley atingirá seu periélio, ou seja, atingirá o ponto mais próximo possível do Sol.

O horário previsto para a passagem mais próxima será ali pelas 4 da manhã do observatóri de Massachussets (EUA), ou seja, às seis da manhã daqui. Como o dia já estará amanhecendo, o ideal para nós brasileiros será levantar um pouco antes, com o céu ainda escuro, acionar o telescópio e observar o cometa, ainda que não esteja no seu ápice de aproximação. A NASA, contudo, já se previniu, e colocou uma sonda para filmar e fotografar esse raro espetáculo.

Fonte: http://hypescience.com
Share on Google Plus

About Henrique Halbercone

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.